Canjerê: enfeitiçando para a salvaguarda do patrimônio cultural

O Canjerê Patrimonial é um encontro de detentores [mestres e aprendizes] das tradições e saberes da culturas herdadas pelos antepassados, que protagonizam ações de salvaguarda do patrimônio cultural de base comunitária. O encontro também reúne gestores, instituições públicas (MinC, IPHAN, IBRAM, SEC-DPH, Secretaria Municipal de Cultura/CSCC), pesquisadores e todo público socialmente engajado com as políticas públicas de registro e proteção dos bens culturais. As edições realizadas até o momento foram: 2012, 2013 e 2014. Em 2014 também foi realizada a oficina “Casa do Patrimônio Ibaô” em parceria com o IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, que contribuiu fortemente para nosso amplo entendimento no âmbito da Educação Patrimonial e para o fortalecimento do Ibaô como instituição catalisadora de ações neste campo.

CONVITE_casadopatrimonio_baixa
Flyer de divulgação da Oficina “Casa do Patrimônio Ibaô” (2014)
Cartaz de pré-divulgação do Canjerê Patrimonial, edição de 2014.
Cartaz de pré-divulgação do Canjerê Patrimonial, edição de 2014.
Cartaz de divulgação e programação da primeira edição do seminário (2012).
Cartaz de divulgação e programação da primeira edição do seminário (2012).

Centro Cultural de Capoeira Raízes do Brasil

Roda da cerimônia de batizado e troca de graduações (2013).
Roda da cerimônia de batizado e troca de graduações (2013).

O Centro Cultural de Capoeira Raízes do Brasil, com sede em Brasília, sob a coordenação geral de Mestre Ralil Salomão é um dos projetos do Ibaô. Em Campinas, iniciou no ano de 2003 e tem como coordenador o Contramestre David, nosso idealizador e cofundador.

Mestre Marquinhos Simplício [Capoeira Angola Crispim Menino Levado] e Contramestre David, na roda (2013).
Mestre Marquinhos Simplício [Capoeira Angola Crispim Menino Levado] e Contramestre David, na roda (2013).

Afoxé Ibaô Inã ati Omi

Final do cortejo na abertura do Carnaval de Campinas (20150
Final do cortejo na abertura do Carnaval de Campinas (20150

O Afoxé, em nossa definição, é uma expressão cultural manifestada através da musicalidade e de danças que celebram a ancestralidade africana e sua ligação com a cultura brasileira. Com elementos percussivos do Ijexá, um ritmo africano originário dos povos Iorubá, que influenciou massivamente o universo musical brasileiro, o Afoxé se manifesta com cantigas, danças, indumentárias, toques e uma ritualidade característica das formas de reverência às mitologias dos povos africanos. É uma tradição, mantida em diversas comunidades e compõe a oralidade das expressões da arte ancestral, conectadas ao contexto religioso e cultural, formadores da nossa identidade afrobrasileira.

O Afoxé Ibaô Inã ati Omi, foi fundado em 2009 e tem como patronos os Orixás Xangô e Oxum. Nasceu sob os cuidados espirituais de Mãe Iberecy e os integrantes são da Casa de Axé, aberto a todas as pessoas que desejam vivenciar a tradição de origem Nagô – que representa: o Poder da Palavra, a Paz e a resistência cultural dos afroascendentes de diversos povos africanos, constituídos sob o “AXÉ” em terras brasileiras.